terça-feira, setembro 18, 2012

Mi menor. 3 vezes, lentas. Lá maior. Uma vez, longa, de baixo pra cima. Si maior com sétima. Mi menor. cortinas meio tortas meio pensas, eletricidade vira vento no aparelho virado pro meu peito, violões pizza guaraná vinho formigas moedas sonhos estou falando com ela o que sinto o que sinto o silêncio as horas acha digno amplificador castanhas livros sem vírgulas meu pensamento é assim ninguém pontua ideias. 
Uma viagem um roteiro um destino uma pousada um refúgio uma solidão do tamanho de um maracanã reformado. Si maior com sétima, com mais tensão, com os dedos da esquerda fazendo as vezes de um delay tosco, mi menor 3 vezes pra encerrar. Ninguém pontua ideias, sentimento não se fecha em parênteses, texto fake se assim for. Texto fake, se assim for. Trilha montanha suor fôlego lembrança pausa pedra bromélia foto pássaro desejo corrida pulsação chegada costas na pedra óculos escuros sol riso sono paz. É disso que preciso, é disso que eu falo. "Eu não vou mudar mas minha vida agora é outra/Eu vou tentar entender o que sai da tua boca/É só por isso, vivo por isso, vivo por isso e sem isso eu não vivo/Se você quiser entender, então me deixa te explicar/Rua de concreto, sangue nobre, água do mar/Rôle no meu impala, pode acreditar/Dinheiro na mão, brisa no olhar/Tem pra mandar trazer, tem, tem pra mandar buscar, vai!/Tem pra mostrar poder, tem, tem pra te alucinar/Eu não fico dividido, eu sei porque tomo partido/O sistema é falido e já aconteceu comigo" CBJr pra inspirar o início da madruga, me voy tbm.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home