quarta-feira, abril 18, 2012

Alô!
Precisa mais amor. Compreensão, carinho, respeito. Atitude.
Precisa fincar a bandeira, marcar posição. Mas a haste tem que ser flexível pra envergar sem quebrar.
Precisa ter mais olho no olho. Olhar na bola do olho do outro.
Precisa olhar pra dentro de si. Passado só pra aprender.
Precisa sentir mesmo o agora. Não só da boca pra fora.
Alô!!
Tem que derrubar fronteiras. Mas não usar disso pra interesse escuso.
Tem que lutar a luta boa. Mas com o vocabulário da paz.
Não existe futuro na política partidária. No sistema econômico. No individualismo. No egoísmo. No consumismo. Mas tudo isso tem sobrevida longa. Muita gente vai ganhar à custa do outro, vai zoar, vai corromper.
Mas isso vai ter fim. E quem faz, paga. Quem não faz, paga também. Quem sofre, recebe. Vai vendo só.
Alô, meu! Tem que olhar pra holística! Pro natural do outro lado. Pro que tá acima e também dos lados.
Precisa saber que existe. Precisa reconhecer. E aceitar.
Chame cada um do que quiser. Ainda que chame de nada.
O poder vai convulsionar, mas não agora. O verdadeiro poder vai brotar de quem mais precisa. De quem está dentro, não de quem vem de fora.
As ideologias alienam.
Alô, meu!!! Vai dar tudo certo! Mas antes disso vai parecer que tudo deu errado, normal.
Precisa acabar com todo e qualquer tipo de preconceito.
Todo e qualquer tipo.
Mesmo aqueles com que a gente não consiga nunca acabar, precisa.
Tem que perder o medo. Tem que ir mais devagar. Tem que selecionar e escolher.
Vai ter choro, claro que vai. Mas o sal da lágrima adoça o riso que vem depois.
Vai por mim.
Tem que ter liberdade. Dignidade. Solidariedade. Caridade.
Tem que saber direito o que é caridade, meu! Alô!!
Tem que fazer pelo outro o que se quer seja feito por si mesmo. Mas não pra cobrar depois do outro.
Fazer porque se quer fazer e pronto e acabou.
Alteridade, meu!
Tem que acabar com a inércia, com a preguiça, com a letargia.
Precisa cantar e dançar.
Precisa fazer amor, meu! Sexo!
Precisa relacionar. Comunicar. Interagir. Integrar.
Alô, caramba!
Eu volto.




0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home