sábado, novembro 06, 2010

Addiction.
Sempre lembro da banda boa, jane's addiction.
Mas não.
É a vício mesmo, que quero me referir.
Ok, dos vícios, talvez o menor, pq minha incolumidade física e psíquica mantém-se integral.
Mas, com ele, perco meu tempo e fujo dos compromissos com imensa facilidade.
Protelo.
Então resolvi, vez mais, afastar-me das ditas redes sociais.
Tornei-me um antissocial.
Um eremita.
Um urtigão.
Fumantes em recesso atolam-se em chocolate.
Emendei três seriados da Universal.
Não vim aqui, com isso. Mas também, não produzi.
Certo, está dentro do planejado.
Sabia que aconteceria.
Preciso de escapes.
E o melhor deles é o lado esquerdo do trem.
O madureira do B.
Não onde tudo começou, mas se consolidou.
E vim pra dizer que é muito difícil.
Viadagem, dirão uns.
Fraqueza, outros.
Falta de vergonha na cara, outros mais.
É difícil.
Porque sabido ser a parte mais fácil.
Ser apenas o desbastar de campo.
Vez que o momento ainda é de desconforto.
Ainda necessito da proximidade com o máximo de pessoas, por motivo outro.
Motivo que fisga.
E na dita internet, encontro-as em profusão.
E o que precisei fazer?
Afastar-me.
Com radicalidade.
Raíz.
Começará o delirium?
Claro que não.
Mas aqui na root, começo a nova rout.
E assim será.
Até daqui a sete ou oito minutos, quando mais não puder.

5 Comments:

Anonymous Clarice said...

Nem viadagem, nem fraqueza, nem falta de vergonha em qualquer lugar...é difícil porque ter amigos é bom. Vim diminuir a saudade...:) Beijo Urtigão!

3:51 PM  
Blogger Madureira said...

Torce por mim!

7:01 PM  
Anonymous ivan said...

E ai? Dei uma lida e vi muita coisa boa.....caramba...lembro-me quando abri a porta que dava para a churrasqueira da sua casa e lá estava o seu pai dentro da piscina, imediatamente pedi desculpas e fui fechando a porta quando ele disse: "Ô Ivan! Entra aí...vamos conversar." Saiu da piscina, sentou-se e conversamos por um tempinho.

Lembro-me também quando atropelei um caminhão (vc se lembra?). Ele foi me visitar no hospital e disse para minha mãe que o que a gente precisasse era só falar com ele...Grande Homem...

Minha mãe se foi o ano passado fião (câncer)e o life também...é aquele cachorro que quando vc chegava em casa ele pulava e sujava sua calça..rsss.

Agora eu tenho a mel e a nina, mãe e filha, cockers.

Doidera né?

Abraço,

Ivan

6:58 PM  
Blogger Allan Robert P. J. said...

Tem quem estranhe eu não ter Facebook, não atualizar o Orkut e só aparecer no Twitter muito raramente e só para rir um pouco.

Como é mesmo o nome do cachorro do Urtigão? :)

6:59 AM  
Blogger Madureira said...

Haha, acho que é só Cão, não?

6:10 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home